terça-feira, 6 de abril de 2021

CONTINUO ESCREVINHANDO: UMA DÉCADA DEPOIS

 


No dia seis de abril de 2011, uma quarta feira, eu abri o Escrevinhando com o post VOLTEI A ESCREVER.  Depois, em cinco de abril de 2016, uma terça feira, eu celebrei CINCO ANOS ESCREVINHANDO.  Hoje, seis de abril de 2021, novamente uma terça feira, eu CONTINUO ESCREVINHANDO: UMA DÉCADA DEPOIS.

 

— Até eu estou impressionado!

 

Nesses últimos meses cheguei a planejar fazer algo para festejar os 10 anos em que estou na internet, mas pandemia e outras circunstâncias não me deram a oportunidade agora de levar adiante tais celebrações.  Assim, algumas ideias eu já simplesmente descartei e outras estou deixando em stand-by (em algum outro momento vai dar para realizar).

Mas, apresenta-se agora a questão desse texto ocasional da década Escrevinhando.  Se não posso reunir gente de forma presencial (queria aglomerar para celebrar); devo, pelo menos, marcar o registro aqui de modo virtual.

 

— Dez anos é muito tempo!!!

— E entre bits, mundos virtuais e mídias sociais então!!!

 

Então, me permita apenas pontuar algumas coisas hoje:

Em primeiro lugar.  Voltei agora tanto ao texto inicial como ao dos cinco anos.  Na verdade, não tenho muito a acrescentar sobre a tarefa de labutar com o texto, além do que já está ali.  E me alegro em ver que, embora tenham crescido e amadurecido em vários aspectos, mas consegui ser fiel e coerente com a proposta original.

Em segundo lugar.  Tinha lido o prefácio do livro Sinais da Graça, de Philip Yancey, onde ele aborda sobre o exercício de ser escritor.  Cheguei a pensar em tomar como base aqueles parágrafos para falar sobre minha experiência Escrevinhando Mas a verdade é que agora estou achando muita petulância essa comparação.  Então resolvi deixar Yancey com seu ofício de escritor enquanto eu vou continuar como escrevinhador.

Em terceiro lugar.  Escrevinhando continua sendo um trabalho de amador – termo propositalmente usado em dois sentidos.  Amo a tarefa do alinhavo das palavras na trama do texto.  E aqui não o faço como dever de ofício profissional.

E ainda, aproveito a propaganda.  PARÁBOLA DAS COISAS é a primeira coletânea de textos do Escrevinhando e já está disponível em livro (vendas diretamente na internetlink).  E há outros títulos já engatilhados para breve.

 

Então fecho essa década Escrevinhando com as palavras apostólicas:

 

"Por tudo começar nele, prosseguir de acordo com ele e se destinar a ele, então toda a glória seja a ele para sempre. Amém"
(Rm 11:36).

4 comentários:

  1. Amigo Jabes! Desejo que você continue escrevinhando por décadas e décadas! Colocar no papel nossos pensamentos nos fazem eternos. Prazer ler seus escritos, ler seu coração, ler seus pensamentos pensados. Um abraço!
    Ijaci Gomes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado querida pelas palavras. Esse tem sido o ministério que o Senhor me confiou e que eu tenho exercido com paixão e gratidão.
      Toda a glória seja somente a ele.
      Abr.

      Excluir
  2. Parabéns Pastor Jabes! Que o Senhor Deus continue te dando essa sabedoria e conhecimento. Saúde e paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado querida.
      Continuarei firme no propósito daquele que me chamou.
      A glória seja somente a ele.
      Abr.

      Excluir