sexta-feira, 9 de maio de 2014

CINCO MÃES NA BÍBLIA

O segundo domingo de maio pauta sempre nossas reflexões: o dia das mães.  E é claro que não vou fugir do tema aqui.  Como ponto de partida quero citar as palavras de Salomão no Salmo: os filhos são herança do Senhor (Sl 127:3).  Por crer que estas palavras são absolutamente verdadeiras, então devo começar entendendo que a maternidade é uma bênção dos céus.  Todos os filhos pertencem a Deus, mas ele os deixa como parte de sua eterna riqueza para que a partir deles sejamos abençoados.
Pensando nisto, e no que fazer com esta bênção-herança que o Senhor concedeu, poderia perguntar: o que fazer com nossas crianças? (e para as mães, os filhos são sempre crianças!).  Respondendo a esta indagação, vou tomar cinco exemplos da Bíblia para que nos sirva de guia.
O primeiro exemplo é Joquebede – a mãe de Moisés.  O texto não apresenta muitos detalhes sobre ela, mas no início do livro do Êxodo ela aparece como uma mãe cuidadosa e ocupada em garantir o sustento e a proteção de seu pequeno filho.  A história é conhecida: ela prepara o cesto, coloca o menino nas águas e deixa a irmã de tocaia.  A atitude de Joquebede nos ensina que uma mãe no modelo bíblico sempre providencia o cuidado necessário para seus filhos.
Mas este é só o começo.  Um segundo exemplo é a mãe de Sansão.  A Bíblia não diz o seu nome mas a apresenta no capítulo 13 de Juízes como uma serva de Deus que foi visitada pelo anjo.  Ela recebeu instruções de como cuidar da criança que haveria de nascer, compartilhou a bênção e a instrução com Manoá, seu marido, e fez exatamente o que o Senhor esperava dela.  Uma mãe assim é aquela que sempre busca no Senhor a maneira correta de tratar as suas crianças.
Como terceiro exemplo, cito Ana – a mãe do grande Samuel.  Depois de orar e se quebrantar na presença do Senhor, Ana recebeu como resposta o nascimento do primeiro filho e o dedicou ao Senhor, como é dito nos primeiros capítulos de 1º Samuel.  A história de Ana já mereceria um estudo à parte, ela nos demonstra que a melhor atitude a se tomar em relação aos filhos que o Senhor nos dá é dedicá-los inteiramente ao Senhor.  E creio que este foi o segredo do sucesso de Samuel!
Mais um quarto exemplo bíblico de mãe é Loide – a mãe de Timóteo.  Numa citação rápida de 2ª Timóteo, o nome desta serva de Cristo é apresentado como alguém que soube muito bem educar seu filho nos caminhos e na palavra de Deus.  Aqui está um modelo para uma mãe bem sucedida segundo os padrões bíblicos: incutir nele a semente do evangelho.
E finalmente, coroando esta lista materna da Bíblia, chego a Maria – a mãe de Jesus.  Além de agraciada com a maternidade miraculosa, Maria é o exemplo de mãe porque soube com sinceridade e santa humildade se colocar a disposição de Deus para que ele fizesse nela a sua vontade.  Não há atitude que melhor demonstre o modelo bíblico de mãe que uma serva de Deus que está disposta a fazer a vontade do Senhor em todas as suas ações e decisões.  Fazendo isso, todos os outros exemplos se completam.  Maria na sua dedicação se mostrou como a mulher e mãe cuja atitude deve ser copiada.
Neste dia das mães, que os exemplos bíblicos nos serviam como padrão e modelo.  E que o Senhor nos dê mães na estirpe de mulheres como aquelas, para a glória dele.

(Publiquei inicialmente este texto no sítio ibsolnascente.blogspot.com em 07/05/2010.  A imagem lá em cima é uma reprodução do quadro Maternidade do pintor brasileiro Di Cavalcanti pintado em 1937)

6 comentários:

  1. Reflexão muito boa e oportuna. Parabéns Pr. Jabes, foi feliz em suas colocações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, muito bom!! Reflexões assim, além de nos ensinar, incute em nós um desejo de ter as mesmas atitudes!

      Excluir
    2. Que bom, Letícia
      Estes são os modelos que a Bíblia coloca diante de nós e que nos fazem seguir adiante.
      Abs.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Sim, eu sei que faltou um monte de mães que são citadas na Bíblia. Mas eu creio estas são significativas para nos ensinar lições.
      Abs.

      Excluir