sexta-feira, 22 de maio de 2015

A FAMÍLIA DE DEUS

A Bíblia nos diz que no princípio Deus criou todas as coisas.  Neste processo, formou o ser humano a sua imagem.  Compreendendo assim, inicialmente devemos ver que Deus é o modelo que todo homem e toda mulher deve seguir.  Pensando em família, o modelo apresentado pelo Mestre deve ser então o parâmetro para as nossas famílias.
Como igreja, somos chamados de Família de Deus.  Como família, também nós – igrejas – temos virtudes e defeitos. Mas, sem dúvida, é pensando numa igreja-família que devemos aprender os acertos de uma para passá-los à outra e os vícios de cá para evitá-los lá.
Lendo a Carta aos Efésios podemos extrair pelo menos três parâmetros básicos que uma família deve apresentar para ser considerada Família de Deus – aqui penso tanto na minha igreja em geral como na minha casa em particular.  Vejamos:
Portanto, sejamos imitadores de Deus, como filhos amados (Ef 5:1).  A família deve ser lugar de crescimento.  Num lar onde o modelo divino prevalece, os pais são exemplos dignos a serem seguidos e os filhos sabem que seguir os seus passos é garantia de qualidade de vida (veja no Sl 132:12 uma promessa sobre isso).
Como filhos de Deus, devemos olhar para nosso Pai celeste e procurar imitá-lo em tudo.  Assim deve ser o padrão de relacionamento na Família de Deus.
Do qual recebe o nome toda a família nos céus e na terra (Ef 3:15).  A família precisa ser um lugar de referência. Ao colocar a família como referência, Deus estava estabelecendo um ambiente onde cada um dos seus filhos e filhas experimente a certeza de se saber incluído (lembre que foi disso que o filho pródigo sentiu falta ao lembrar da casa do pai na parábola em Lc 15:17).
Como Família de Deus é importante que transformemos nosso lar em um lugar onde todos possam ter referência e sentido para suas vidas.  Assim deve ser o parâmetro na Família de Deus.
Vocês já não são estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus (Ef 2:19).  A família tem que se tornar necessariamente um lugar de acolhimento.  O ambiente da família no modelo de Deus é o lugar onde cada um dos seus membros – do mais velho ao mais novo – se sente querido e acolhido e sabe que é bem vindo e tem abrigo (a promessa de Jesus sobre as moradas da casa do Pai em Jo 14:2 transpira um acolhimento assim).
Como na casa do Pai eterno, as nossas casas precisam ser um lugar que nos permita chegar e saber somos sempre bem-vindos.  Assim deve ser o lar que se espelha da Família de Deus.
Deus é o nosso Pai amoroso, e seu exemplo de família precisa ser valioso e indispensável para construirmos nosso lar e nossa igreja.  Que façamos deste exemplo nosso parâmetro de vida; para a glória exclusiva do Pai.

(Este texto apareceu pela primeira vez no sítio ibsolnascente.blogspot.com em 30/04/2009)

2 comentários: