sexta-feira, 24 de maio de 2013

EU TENHO UM SONHO

"Eu tenho um sonho".  Esta frase é bem significativa para mim, principalmente pelo seu peso histórico.  Ela é o mote principal do discurso proferido pelo Doutor Martin Luther King Jr., pastor negro norte-americano, na Marcha sobre Washington em agosto de 1963 (em inglês: I have a dream).  Aquele discurso, sem dúvida, foi um marco na história da civilização cristã moderna e sempre gosto de repetir com uma pitada de santo orgulho: ele, o Dr. King, era pastor batista como eu.
Por outro lado, hoje nossos arraiais estão inundados de sonhos e sonhadores.  Há sonhos de todas as matizes, colorações e tonalidades.  Há sonhos pessoais, sonhos profissionais, sonhos familiares e sonhos eclesiásticos.  Mas há também os sonhos proféticos, os sonhos sagrados e os sonhos ungidos.  Ainda os sonhos de promessa, de prosperidade, de sucesso e de realização.  Sonhos...  Sonhos...  Sonhos...
Isso sem falar nos tais "sonhos de Deus".  Tais sonhos...  Bem, por mais que queira dar licença poética, mas é complicado conceber a idéia de um Deus que sonhe!  Ora, sonhar é abstrair e imaginar, é projetar e visualizar.  Por definição, requer um distanciamento entre a realidade e idealização.  Como aplicar isto a Deus? Deus não sonha: Deus É (e ponto!).
Mas vamos deixar o deus sonhador de lado. 
Hoje se canta sobre sonhos, prega-se sobre sonhos e se estimula a sonhar.  Eu até entendo que a realidade muitas vezes não é nada alentadora e sonhos são sempre bem vindos.  E, além do mais, uma pitada de sonho sempre ajuda a dar tempero à própria fé.
Mas preciso confessar: sinto falta de peso histórico nestes sonhadores gospels que pululam nossas fileiras.  Sinto falta do engajamento consequente de sonhadores como o Dr. King.  Talvez falte-nos sonhos que possam engendrar realidades novas para nós e para a realidade que nos cerca, imprimindo com ousadia e determinação uma marca cristã nesta geração.  Sonhos que se façam história!
Sim, eu ainda tenho um sonho.  E não tem nada a ver com conquistas ou realizações peculiares.  Eu sonho com o dia em que seremos verdadeiramente herdeiros cristãos desta rica tradição.  Que o próprio Senhor levante ainda hoje outros sonhadores da estirpe do Doutor Martin Luther King Jr.

6 comentários:

  1. Só.
    O Sonho de Deus,deve ser o nosso Sonho.Sempre!Em todo tempo.
    Bom dia,Amado Pastor Jabes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida,
      Que nossos sonhos nos faça agentes de transformação da realidade.
      Um abraço.

      Excluir
  2. Querido pastor Jabes,

    Que excelente reflexão essa! E concordo com você, também tenho dificuldade quando vejo alguém falando sobre os "sonhos" de Deus. Só entendo como metáfora, pois sonho tem muito mais a ver com aquilo que é muitíssimo desejado, mas que não se pode obter realmente, e isso definitivamente não se aplica a Deus.

    Mas isso é outra conversa! O que eu gostei demais foi do sonho que você "escrevinhou" aqui.

    I have a dream!

    Grande abraço, querido irmão e amigo!

    Pr. Élio Morais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido, que bom que gostou do que escrevinhei. A Deus seja a glória. Realmente, I have a dream! Que nos faça o Senhor comprometidos com sonhos desta grandeza!
      Um abraço

      Excluir
  3. Estimado e Querido Pastor:
    Jabes Nogueira Filho:

    Li atentamente a mensagem “EU TENHO UM SONHO”, muito bem colocada, na verdade sonhar é algo muito importante, todos nos somos eternos sonhadores, principalmente a juventude é cheia de sonhos, mas nos os mais usados (mais velhos) também temos os nossos sonhos, pois tudo que planejamos não deixa de ser sonho, isto porque é comum ouvir as pessoas dizer: “Eu quero ter um carro” “Quero ter uma casa” “Eu quero me casar e ter muitos filhos”, obviamente este item fazia parte dos casamentos de 40 (Quarenta) anos atrás, pois nos dias de hoje parece que as coisas complicaram e ninguém esta querendo encher a casa de filhos, mas fato é que temos os nossos sonhos.

    Pude perceber nos seus escritos que o senhor tem um sonho maravilhoso o qual não é de conquistas para o seu bem estar próprio, mas o de: ”Ver levantar verdadeiros homens de Deus da estirpe do Doutor Martin Luther King Jr, que tinha um ideal e por ele lutou e conseguiu alcançar o seu objetivo, em síntese, concretizou o seu sonho após muita luta”.

    Razões assistem ao irmão estamos precisando na verdade que levante um sonhador que defenda com mais afinco a rica tradição de verdadeiros cristãos, principalmente na nossa denominação batista.

    Confesso que fico triste quando participo dos cultos e percebo que os nossos santuários se transformaram em um salão de festa dos mais desclassificados do mundo, onde as pessoas que tomam parte na programação: cantando, recitando (Coisa que caiu no esquecimento), até mesmo pregando, querem ser vistos pelos homens recebendo destes aplausos onde o bater palmas virou moda, e ao fazerem desta forma quebram por completo a espiritualidade do culto, considero palmas no santuário coisa ridícula, pois entendo que tudo que é feito no momento do culto deveria ter um objetivo único que é o de prestar um culto que agrade a Deus e não aos homens.

    Daí entender que há necessidade de que Deus levante líderes que não tenham medo de se posicionar contra tais atos, precisamos de lideres que resgate um bom nome dos cristãos, algo que no passado os batistas faziam com muita lisura, mas hoje a disputa esta sendo para ver: “quem grita mais alto”, “quem pula melhor nos momentos de louvor”, “quem consegue fazer com que o auditório fique mais animado” e assim sucessivamente, de forma que como batista saímos de nossas raízes, e passamos a acompanhar o que alguns pastores chamam de modernidade.
    Diante disto concluo dizendo que bom seria que todas tivessem o mesmo sonho que o irmão tem que é o de: Sermos verdadeiros cristãos como Doutor Martin Luther King Jr., que lutou e viu os seus sonhos sobrepujar diante dos povos tidos como mais importante do nosso planeta.
    Portanto, parabém Pastor Jabes Nogueira Filho, continue lançando em seu blogue assuntos com este.

    É o que penso.

    Do Irmão em Cristo, que não é eterno.

    SIDNEY GIVIGI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amado irmão Sidney
      Muito boas suas colocações. A falta de sonhos e de visão genuinamente cristãos entre nosso povo (inclusive alguns líderes) realmente tem levado nossas igrejas a virarem centro de entretenimento - o que é bastante preocupante!
      Mas não podemos podemos nos esquecer que a igreja é do Senhor Jesus e que ele mesmo nunca abandona os seus. Acredito que ainda haverá de se levantar homens e mulheres que cultivem sonhos de tais estripes.
      Para a glória de Deus.
      Um abraço.

      Excluir