sexta-feira, 28 de junho de 2019

Doenças da Alma – DISTÚRBIOS ALIMENTARES


Para começar a refletir sobre alguns distúrbios alimentares e como eles afetam nossas vidas, devo alinhar duas constatações que me parecem óbvias. Primeiro: é verdade que muito do que somos e fazemos está diretamente relacionados à maneira como nos alimentamos – ou não! Segundo: vivemos numa época de exageros e em relação às questões de aparência há, distribuídos nas mídias, verdadeiras tiranias medonhas.
Dito isso, prossigamos. Por distúrbios alimentares, entende-se toda espécie de doença "que se define por padrão de comportamentos alimentares desviantes que afeta negativamente a saúde" (citação do Wikipédia). A página da internet ainda se refere a eles como transtorno ou patologia.
Algumas características e sintomas são identificados de modo geral em qualquer distúrbio alimentar. Eles estão ligados a situações de pressão social e cultural principalmente quanto à distorção da imagem. Podem atingir a todos – embora de maneiras diferentes – sem distinção de gênero, raça, classe social ou idade. Mais: em geral se manifestam a longo prazo. E acarretam outros problemas de ordem psíquica ou física.
Há ainda um dado a ser observado, pois preocupa. Segunda a Dra. Flávia Lopes Macedo, da UFJF, "uma característica de quem tem algum distúrbio alimentar é sentir vergonha do problema. Desse modo, nós temos que ficar atentos. Quando as pessoas têm outras questões de saúde, elas procuram atendimento, mas as portadoras de distúrbios alimentares não costumam fazer isso".
É assim que, em nossa série de reflexões sobre doenças da alma precisamos falar sobre os distúrbios alimentares que afligem o ser humano. Mas não é sobre como eles acontecem em nossos corpos apenas. São doenças da alma e do espírito humano.
Mais uma questão a ser pontuada antes de listar alguns distúrbios alimentares que afetam nossa alma. Embora o pecado da gula esteja ligado a problemas alimentares e muitos cristãos sucumbam a ele – crente come!!! – também não é sobre isso que vamos falar. Eis uma lista:
Alotriofagia – O nome é complicado mas o mal se refere ao impulso de comer de tudo, principalmente coisas sem valor nutricional ou até prejudiciais. Esse mal afeta cristãos que se sentem atraídos por se alimentarem de toda espécie de bobagem espiritual, sem nunca chegarem a estar minimamente nutridos no espírito.
Obesidade – É o acúmulo de gordura causado principalmente por dietas não balanceadas e fata de exercício. Acomete o cristão que vive se empanturrando de alimentos – pregações espirituais, estudos, leituras, congressos, campanhas, vigílias e afins – sem qualquer critério e nunca se aplicam aos exercícios espirituais.
Anorexia – Esse é um mal que infelizmente tem se tornando comum. Na maioria das vezes, por não ser capaz de avaliar corretamente seu perfil estético, o doente se recusa a comer, desejando ficar cada vez mais magro. Assim é que por questões de vaidade pura, ou traumas mais profundos, o cristão se vê acometido desta doença que o impede de perceber a bênção do vigor espiritual, recusando em receber os nutrientes divinos.
Bulimia – Também causado por uma visão distorcida, assim como a anorexia, porém neste caso, o doente até ingere alimentos, mas sempre depois provoca a expulsão destes através de dietas mirabolantes, diuréticos, jejuns sem sentido, exercícios em excesso e até vômitos. Quando o cristão sofre de bulimia da alma, seus comportamentos e atitudes forçam todo nutriente espiritual com o qual tenham eventualmente se alimentado a serem expulsos de suas vidas, não se beneficiando de nenhum deles.
Ortorexia – Só recentemente diagnostica por especialistas, essa doença consiste em uma obsessão por se alimentar somente com comida considerada saudável, daí a preocupação com normas e regras alimentares, excesso de zelo quanto ao que é impuro, prazos, ingredientes. Além de que são sempre doentes detalhistas minuciosos. Um cristão assim acaba sofrendo invariavelmente de carência em algum nutriente necessário para sua saúde, e, também desenvolve problemas como isolamento, farisaísmo e neurose espiritual.
Para prevenir e curar estes – e outros – distúrbios alimentares que afligem a alma humana só há uma recomendação indispensável, e foi dada pelo próprio Pão que desceu do céu: assim quem se alimenta de mim, viverá saudável pela vida que dou (em Jo 6:57-58).

Nenhum comentário:

Postar um comentário