terça-feira, 16 de abril de 2013

DO PRIMEIRO LUGAR


Em meio à argumentação sobre a ansiosa solicitude pela vida terrena, Mateus cita uma frase que se tornou bastante conhecida de todo crente: Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus... (Mt 6:33), e exatamente por ser bastante conhecida, muitas vezes passam desapercebidas algumas verdades que precisam ser salientadas minuciosamente.
A primeira destas verdades é sobre a essência do Reino de Deus.  O Reino significa o domínio e o controle absoluto que o Senhor Deus em Cristo tem sobre toda a obra criada em geral e onde a sua vontade e Palavra são seguidas em particular.  É onde se reconhece que tudo está sujeito à vontade divina (veja 1Co 15:27s e Ef 1:22).  Neste sentido a igreja já é a manifestação presente do Reino que haverá de vir em glória.
O segundo destaque diz respeito ao imperativo: Busquem.  Isto é mais que um sonho ou projeto, a ordem é para se ansiar, desejar (dito de forma poética em Sl 42:1) e também para tomar uma atitude, trabalhar, fazer acontecer o Reino de Deus (leia uma instrução clara do apóstolo em Cl 3:1-2).
E o texto também estabelece prioridade: em primeiro lugar.  Antes que qualquer outra coisa – e até mesmo minha própria vida e sustento e de minha família – o discípulo radical tem que está envolvido do projeto do Reino de Deus.  É fundamental deixar tudo o mais para segundo plano quando estão em questão os valores do Reino. A simples sugestão da possibilidade da falta de prioridade já torna o discípulo inapto para o Reino (confirme em Lc 9:62).
Só então poderei trazer para o discipulado a promessa: ... e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.  Assim se faz discípulos para a glória do Mestre.

2 comentários: